terça-feira, 10 de setembro de 2013

Seniores : U.Leiria derrota Portomosense em derbie distrital

Parque de Jogos de Porto de Mós
Árbitro: João Pinto
Auxiliares: André Dinis e P. Malheiro
.
AD Portomosense 2 – Wilson, João Faustino, Daniel Cardoso, Tomé Vindima, Paulo Martins, Nuno Tiago, Elton, Madeixa (T.D., 72 ‘), Grazina (Hugo Almeida, 72′), Pedro Mendes e Afonso.
Suplentes não utilizados: Makê Pedroso, Carlos Cruz, Nicolas, Juliano e Lote.
Treinador: Ricardo Silva.
 
UD Leiria 3 – Maranhão, Juvenal, Luiz Carlos, Luís Oliveira, Danny Rafael, Ricardo Cardoso (André Sousa, 64′), Fábio Coça, Leandro Gaspar (Jeferson, 90′), Dário (Jota, 59′), Sérginho e Cédric.
Suplentes não utilizados: João Guerra, Rui Bento, Danny Esteves e Pepo.
Treinador: Luís Bilro
 
Ao intervalo: 1-1.
Ação Disciplinar: Daniel Cardoso (33 min.), Madeixa (27 min.), Luís Oliveira (43 min.), Grazina (62 min.), João Faustino (76 min.), Nuno Tiago (87 min.)
Golos: Danny Rafael (35′), Maranhão (a.g., 38′) e Afonso (58′), Serginho (74′), Luiz Carlos (84′).
 
A União Desportiva de Leiria continua na senda das vitórias, depois de este domingo ter-se deslocado ao reduto do Portomosense e vencido por 3-2 em partida da 2ª jornada da Série F do novo Campeonato Nacional de Seniores.
Num Parque de Jogos de Porto de Mós, bem composto de público que pode assistir a um dérbi repleto intenso e com incerteza no resultado até ao apito final, com a sorte a sorrir aos unionistas que conseguiram uma grande reviravolta no marcador quando a vitória já parecia difícil.
Foi a turma de Bilro a entrar melhor no encontro com Fábio Coça e Serginho a tentarem de livre direto criar perigo ao guardião Wilson Soares, que mostrou-se sempre muito atento (aliás rubricou uma excelente exibição ao longo da partida). O Portomosense foi equilibrando e deu primeiro “ar da sua graça” por Nuno Tiago num remate de longe que não passou longe da barra da baliza de Maranhão. Respondeu a União de Leiria, com Cédric a cruzar para a área onde apareceu Serginho a finalizar, mas Wilson realizou uma grande defesa. Pouco depois, foi Dário Marquês com tudo para fazer o golo, com Wilson a voltar a negar o golo.
Ao minuto 35, na marcação de um livre indireto, Danny Rafael atirou certeiro para a baliza, inaugurando o marcador para grande festa dos muitos leirienses presentes em Porto de Mós. A resposta do Portomosense só demorou três minutos através de um canto apontado por João Faustino em que Maranhão foi surpreendido por um desvio e acabou por ser ele a introduzir a bola na própria baliza. Chegou-se ao intervalo com um empate a uma bola, que se ajustava mas com sinal mais para os leirienses.
No segundo tempo, as duas equipas entraram determinadas a alterar o marcador e seria os comandados de Ricardo Silva a colocarem-se pela primeira vez na frente, com o brasileiro Luiz Carlos a falhar o corte e Afonso só com Maranhão pela frente não perdoou e fez o 2-1. Os leirienses não acusaram o golo e esboçaram logo uma reação, excelente jogada de Coça a ultrapassar dois adversários e a cruzar para Serginho a igualdade (2-2).
A formação de Leiria ganhou nova “alma” voltou a acreditar que poderia levar os três pontos de Porto de Mós e já perto do final na sequência de um livre de Danny Rafael na esquerda, Wilson a sair mal da baliza e Luiz Carlos a cabecear sem oposição para o fundo da baliza, operando a reviravolta.
Vitória que se ajusta da União Leiria apesar da boa réplica do Portomosense que mostrou foi uma equipa muito aguerrida ao longo de todo jogo e “vendeu muito cara” a derrota. Na próxima jornada, a formação leiriense desloca-se ao difícil reduto do CD Fátima enquanto que o Portomosense também joga fora, nos Riachos.

José Roque – Diário de Leiria

Sem comentários:

Enviar um comentário