quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Juvenis : Leirienses vencem rivais e justificaram liderança

Campo Ramos de Carvalho, em Adémia
Árbitro: Serafim Silva (Santarém). 
Auxiliares: Rui Cabeleira e Rui Ferreira.
Espectadores: 100. 
.
Académica 0
Zé Tó; Miguel Barreto, Miguel Batista, João David (Hugo Ribeiro, 76 min.) e Lapa; Rui Matos; João Gonçalo e Miguel Henrique (Josemar, 55 min.); Gonçalo Carvalho, Xavier (Assis, 70 min.) e Henrique.
 Não jogaram: Afonso, Lagoa, J.P. e Tiago.
Treinador: Rui Silva.
.
UD Leiria 2
Pedro; Pê, Bernardo, Miguel e Soares; Neto e Jordão; Rudi, Litos (Bernardo Lopes, 40 min.) e Gaio (Gonçalo, 72 min.); Lucas (Renato, 68 min.). Não jogaram: Miguel Martins, Gonçalves, Leonardo e Raul.
Treinador: Jorge Raimundo.
.
Ao intervalo: 0-1. Golos: 0-1 por Jordão (14m); 0-2 por Rudi (42m). 
Acção Disciplinar: João David (14 min.), Xavier (60 min.), Neto (65 min.) e Gonçalo (80 min.). Cartão vermelho directo a Carlos (51 min.).
.
Este era um jogo entre duas equipas com a vida definida. À partida para a última jornada da primeira fase do Nacional de Juvenis, Académica e UD Leiria tinham já garantido o apuramento para a fase seguinte do campeonato. 
Os leirienses, com apenas uma derrota, tinham também já assegurado o primeiro lugar da Série C. O jogo foi o espelho da classificação e percebeu-se bem a razão dos leirienses vencerem o grupo e a Académica ficar com o segundo lugar.
O técnico da Académica aproveitou este contexto para promover à equipa titular jogadores geralmente menos utilizados. Certamente, também, por isso, a Briosa pouco ou nada conseguiu fazer para obstar à superioridade contrária. A UD Leiria foi sempre mais forte, dominou o jogo durante toda a primeira parte e geriu a vantagem na segunda. Zé Tó, com uma grande defesa a uma cabeçada de Bernardo, ainda impediu o golo da equipa visitante que surgiu pouco depois através de uma grande penalidade concretizada por Jordão.
Na primeira jogada do segundo tempo, Rudi 'fugiu' pela direita e rematou forte para o fundo das redes. A UD Leiria ampliou a vantagem e definiu aí a partida. 
A Académica não conseguiu criar lances de perigo e o jogo 'correu' para o fim debaixo de muita chuva e sem motivos de grande interesse.
Na análise ao trabalho da equipa de arbitragem ficou uma dúvida no lance que originou a grande penalidade de onde resultou o primeiro golo da UD Leiria, em que ficou claramente a ideia de que existe bola na mão de João David e não mão na bola. No entanto, Serafim Silva, em cima da jogada, considerou que o jogador da Académica teve intenção de jogar a bola com a mão e sancionou a grande penalidade. Em tudo o resto, realizou um bom trabalho.

Texto: Luís Pedro Reis (Diário de Leiria)
Foto: Diário de Coimbra

Sem comentários:

Enviar um comentário