terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Juvenis : UD Leiria goleia Sporting


UD Leiria 4
João Pedro, Migas, Pedro Ne-to, Gabi, Pê, Bernardo, Rudi, Bruno Jordão, Sousa (Litos, 80 min.), Renato (Raul (80+3 min.), Lucas (Lourenço, 73 min.). 
Não jogaram: Miguel, Agostinho, António, Edgar.
Treinador: Jorge Raimundo.
.
Sporting 1
Pedro Silva, Gonçalo Araújo, Pedro Baião (Francisco Aguiar (67 min.), Gonçalo Vieira, Pedro Empis, Bruno Paz (Ronaldo Tavares, 36 min.), Quiaque, Pedro Ferreira, Alex Silva, Heriberto, João Mendes (Arilton Ebo, 12 min.). 
Não jogaram: José Marinheiro, João Simões, Hugo Barbosa, Tiago Cabral.
Treinador: Telmo Costa.
.
Campo da Mata, Santa Eufémia
Espectadores: 250.
Árbitro: André Gralha (Santarém).
Auxiliares: Pedro Sousa e Manuel Mendes. 
.
Ao intervalo: 3-0.
Golos: 1-0 por Pedro Neto (8 min.); 2-0 por Jordão (g.p., 13 min.); 3-0 por Jordão (36 min.); 3-1 por Ronaldo Tavares (46 min.); 4-1 por Renato (70 min.).
Acção Disciplinar: Amarelo a Pedro Ferreira (60 min.), Pê (62 min.).
.
A equipa de Juvenis da UD Leiria conseguiu a primeira vitória na segunda fase do campeonato nacional e logo diante do Sporting com um categórico 4-1. Perante o (ainda) líder da competição que veio a Leiria com duas vitórias em outros tantos jogos, os leirienses deram uma verdadeira lição aos leões em que a alma, a organização e a solidariedade entre os jogadores superiorizou-se aos talentos individuais do homens de Alcochete.
Durante uma manhã de domingo de muita chuva e vento, foram os leirienses quem entraram melhor na sequência de um pontapé de canto de Renato com Pedro Neto a cabecear ao segundo poste para o golo inaugural da partida. Se o sentimento de surpresa se instalou nas bancadas da academia unionista, apenas cinco minutos depois já a UD Leiria vencia por 2-0 quando Gonçalo Vieira rasteirou Lucas dentro da área. Na cobrança do castigo máximo, Bruno Jordão não deu a mínima hipótese a Pedro Silva.
Os dois golos de vantagem serviram de alento à UD Leiria que mostrou personalidade dentro de campo, com uma defesa muito concentrada e compacta, um meio-campo muito trabalhador e um trio da frente sempre irrequieto à procura dos erros de um adversário que nunca conseguiu impor o seu jogo. 
Com os leirienses a concederem o domínio de jogo ao Sporting, os leões bem foram tentado pela esquerda e pela direita, mas deparavam-se sempre com uma muralha defensiva intransponível. Mas desengane-se quem pensar que a UD Leiria se limitou a usar o famoso 'autocarro' para parar o Sporting. Muito pelo contrário. Sempre que podiam, os leirienses procuravam a baliza adversária e foi num desses lances que chegou ao 3-0 já perto do intervalo num bom trabalho de Renato que cruzou para a área onde apareceu Jordão a desviar para a baliza com Pedro Silva a salvar à primeira, mas o guarda-redes foi impotente para a insistência do médio unionista.
O 3-0 ao intervalo podia até soar a escândalo para quem não assistiu à partida, mas quem viu os primeiros 40 minutos de jogo não terá ficado surpreendido, já que a UD Leiria mostrou um sentido colectivo e de objectividade que deitou por terra um Sporting demasiado frágil.
No segundo tempo, os leões subiram ao relvado com outra disponibilidade e bastaram seis minutos para que essa estratégia desse frutos numa bola bombeada para a frente em que a defesa da casa não conseguiu aliviar, com Ronaldo Tavares a aproveitar para fazer o 3-1.
O Sporting passou a acalentar esperanças num resultado positivo e tomou de assalto a área leiriense, mas sem conseguiu criar verdadeiras oportunidades de golo para além de algumas tentativas de longa distância que nunca levaram o rumo certo.
Com o jogo a caminhar para o seu desfecho, a UD Leiria sentenciou a partida num cruzamento de Jordão com Renato a aparecer no coração da área e a fuzilar para o 4-1.
A única reacção do Sporting partiu dos pés de Francisco Aguiar que ainda assustou ao rematar à barra da baliza de João Pedro.
Vitória justa da UD Leiria, com destaque para a exibição de Bruno Jordão. O médio ocorreu quilómetros, marcou dois golos e ainda foi a tempo de fazer uma assistência num jogo com arbitragem irregular.

Texto e foto: José Roque (Diário de Leiria)

Sem comentários:

Enviar um comentário