quarta-feira, 26 de março de 2014

Seniores : Goleada frente ao BC Branco faz soar o alarme em Leiria

Benfica C. Branco 5
Hidalgo, André Cunha, Amoreirinha, João Afonso, João Rui (Samarra, 77 min.), Tomás (Hugo Seco, 67 min.), Guilherme, Patas Moreno (Vasco Guerra, 87 min.), Marocas, Telmo e Dani Matos.
Treinador: Ricardo António. 
.
UD Leiria 0
Vitor Braga, Cédric, Emiliano Tê (Pimenta, 67 min.), Ricardo Cardoso, Fabeta, Serginho (Pedro Emanuel, int.), Kata (Coça, int.), Hélio Vaz, Zezinho, Luís Carlos e André Perre.
Treinador: Rui Nascimento. 
.
Estádio Municipal de Castelo Branco
Árbitro: Tiago Antunes (Coimbra). Auxiliares: Nuno Carreiro e António Machado. 
Ao intervalo: 2-0.
Golos: Marocas (21 e 56 min.) e João Rui (36, 53 g.p. e 61 min., g.p.)
Acção disciplinar: Amarelo a Luís Carlos (55 min.), Hélio Vaz (61 min.) e André Perre (75 min.).
.
A UD Leiria viveu ontem uma tarde de autêntico pesadelo em Castelo Branco ao perder com o Benfica local por 5-0, naquela que é a terceira derrota consecutiva da turma do Lis para o Campeonato Nacional de seniores.
Para tentar mudar o rumo negativo que a UD Leiria estava a tomar, o técnico Rui Nascimento fez algumas alterações na equipa, desde logo na baliza com a exclusão de João Guerra e a promoção do brasileiro Victor Braga que se estreou em jogos oficiais pelos leirienses. 
Além disso, destaque igualmente para a saída do reforço Bruno Simão (defesa-esquerdo) e do jovem Pepo, entrando para os seus lugares Ricardo Cardoso e Kata, respectivamente.
Com o objectivo que ter uma equipa mais compacta e lutadora no meio-campo, as contas acabaram por sair furadas à UD Leiria com um golo de Marocas aos 21 minutos, com um belo golpe de cabeça, fazendo entrar a bola no ângulo superior direito da baliza. Quinze minutos depois, João Rui começou o seu recital de golos ao fazer o 2-0, resultado com que as equipas foram para o balneário.
Os locais bastante motivados e apoiados pelo seu público, viriam a aumentar a vantagem ao minuto 36, com João Rui a apontar um livre de forma magistral fazendo entrar a bola na baliza defendida por Victor Braga. Reagiram os homens da cidade do Lis, mas foi sol de pouca dura, atingindo-se o intervalo com o Benfica e Castelo Branco a vencer por 2-0.
Se a primeira parte foi dominada pelos donos da casa, a etapa complementar veio reforçar ainda mais essa superioridade, com João Rui a sancionar uma grande penalidade, ao minuto 53. Decorridos apenas três minutos sobre este lance, Marocas, novamente a marcar, apontando o quarto tento para a sua equipa. Completamente atónita perante a excelente exibição dos encarnados, a equipa visitante tornava-se cada vez mais incapaz de travar os atacantes locais, que viriam a apontar o quinto golo, por João Rui, e mais uma vez através de uma grande penalidade.
Até final da partida, os albicastrenses poderiam ter apontado mais um ou dois golos, mas o Victor Braga conseguiu evitar tal desiderato. Vitória da melhor equipa em campo.

Texto: José Roque (Diário de Leiria)
Foto: Luis Filipe Coito

Sem comentários:

Enviar um comentário